24 de mai de 2009

Sucesso na primeira performance

Ela tem 33 anos e já dá o que falar pelo mundo das artes. Lídia Leal Lobato vem consolidando seu trabalho e nome no cenário artístico amapaense. Ganhadora do primeiro lugar, em performance, do 6º Salão de Artes do Sesc (Serviço Social do Comércio), concurso nacional promovido todos os anos pela instituição, a paraense mostra experiência, sensibilidade e conhecimento crítico social na criação de suas obras.
Elementos simbólicos são características marcantes em seus vídeos. “Procuro fazer com que as pessoas percebam, por meio desses elementos, aquilo que quero transmitir, pois além da beleza plástica da performance, passo uma mensagem em minhas obras e é isso que quero que o público entenda ao deparar-se com o meu trabalho”, explicou a artista.

Lídia foi professora substituta por dois anos no curso de Artes Visuais da Universidade Federal do Amapá (Unifap) e deixou o cargo para dedicar-se ao mestrado em Cultura Visual, na Universidade Federal de Goiás (UFG). “Minha meta principal em 2009 é a conclusão do meu mestrado, mas estou escrevendo, produzindo projetos, caso surja alguma proposta de trabalho. E ensinando, sempre, aprimorando meus alunos e aprendendo com eles”, afirmou Lídia.


Íntegra do texto no blog:


Performance Chama Contida, realizada no Festival Quebramar 2008 (AP).

Nenhum comentário: