9 de dez de 2010

Samba no Mercado Central encerra programação de 2010 nesta sexta

O Movimento Cultural Perfil do Samba realiza amanhã o Samba no Mercado Central a partir da 19:00 para encerrar o projeto em 2010. Os convidados para a festa são os grupos Papo de Samba e Sambarte que são referência no meio musical por tocar autênticos sambas de raiz. Criado este ano, o projeto é promovido uma vez por mês em frente ao Mercado Central pelos parceiros Perfil do Samba e Associação dos Amigos do Mercado que conseguiram revitalizar culturalmente o local que foi uma das primeiras construções da cidade e servia somente para comercialização de alimentos durante o dia e à noite ficava às escuras.

“Foi uma parceria acertada, levamos música de qualidade para o Mercado, os empreendedores são responsáveis pela venda de comida e bebida e a população tem mais um espaço no centro da cidade para ouvir boa música”, fala Carlos Peru, da coordenação. Carlos anuncia que também nesta sexta-feira o Perfil do Samba inicia as comemorações de 20 anos de criação do Sambarte, formado por alguns integrantes da entidade.

Segundo Carlos Peru, nos dias da festa passam pelo Mercado aproximadamente 2.000 pessoas que gostam do estilo musical. “Podemos dizer que é uma festa bastante família, respeitamos as leis ambientais, regulamos o som para não ultrapassar o permitido e começamos cedo para terminar meia-noite, não seguimos esse padrão absurdo de hora de funcionamento que obriga as pessoas a sair pra se divertir de madrugada”, esclarece Carlos. Ele informa ainda que em 2011 o projeto retorna com o mesmo objetivo.

SERVIÇO:
Projeto Samba no Mercado Central
Local: Mercado Municipal
Hora: 19:00

Mariléia Maciel
Assessora de Comunicação

2 de dez de 2010

Gravação do 2º DVD da Música Popular Amapaense

Com Amadeu Cavalcante, Osmar Jr., Patrícia Bastos, Zé Miguel, Grupo Pilão, Maria Elli, Negro de Nós, Cléverson Baía, Adriana Raquel, Marcelo Dias, Val Milhomem, Claudete Moreira, Enrico Di Miceli, Joãozinho Gomes, Bebeto Nandes, Nivito Guedes, Ana martel, Beto Oscar, Helder Brandão, Rambolde Campos, Yes Banana e Banda Placa.

Ingresso: um brinquedo que será doado no NATAL SOLIDÁRIO da AMCAP.

30 de nov de 2010

Show Cantiga de Amigos com Silvio Carneiro e Yan Fernando

Silvio Carneiro e Yan Fernando encontram-se no Sesc Centro na próxima terça-feira, 30 de novembro, no show Cantiga de Amigos onde interpretam canções consagradas no disco Cantoria 1, gravado em 1984 na Bahia. O show faz parte do Projeto Botequim e traz para o palco músicas de Elomar, Geraldo Azevedo, Xangai e Vital Farias que retratam a vida sertaneja cantada por autênticos nordestinos que traduzem o sertão brasileiro como poucos no show que deu origem ao disco. O sucesso do primeiro lançamento os levou de volta aos palcos para gravar o Cantoria 2, em 1988.

Os músicos


Os dois artistas comungam da mesma paixão por músicas brasileiras e a diferença de idade não impediu as afinidades. Silvio Carneiro tem 33 anos, nasceu na Paraíba é jornalista e chegou no Amapá em 2005. Tem a música como companhia desde a infância, cresceu ouvindo de clássicos eruditos a populares e aprendeu violão com amigos. Fã de Raul Seixas, deixou que o rock entrasse em seu repertório na sua passagem pelo movimento estudantil. Integrou bandas de rock ainda no nordeste, mas a tendência pelo estilo progressista de Raul e Zé Ramalho levou Silvio para as rodadas de violão entre amigos acadêmicos onde fazia imitações de seus ídolos. Além de excelente intérprete, Silvio compõe e depois de alguns anos dedicado ao jornalismo, retornou em 2010 à música com o show “Raul Seixas-21 Anos Sem Luar”. Logo após apresentou no Sesc o “Nordeste Independente” e no Complexo Araxá, “As Aventuras do Maluco Beleza no Reino de Avohai”.

Yan Fernando é um jovem amapaense de 19 anos que descobriu muito cedo a música. Assim como Silvio, Yan cresceu escutando músicas de artistas consagrados e se aventurou primeiro na percussão em festas particulares e ampliou esse conhecimento nas baterias de diversas escolas de samba no Amapá. Yan tenta unir o talento nato ao conhecimento acadêmico. Aos 8 anos entrou na Escola de Música Walkíria Lima mas o tempo dispensado com teorias não estava nos planos do garoto que já queria tocar instrumento. Desistiu, mas ao completar 15 anos retornou à Escola de Música onde decidiu se aperfeiçoar de fato em música estudando violão erudito. Aluno de Beto Oscar, Fabinho Costa e André Pantoja, Yan atuou como tenor na Orquestra Oscar Santos durante dois anos e participou de vários recitais da escola de música. Suas influências musicais vão de Villa Lobos à Paulinho Nogueira, Elomar, Chico Buaque, Belchior, Turíbio Santos e muitos outros. Em 2010 foi convidado por jovens artistas amapaenses para participação em shows, como a exemplo de Rebeca Braga e o próprio Silvio Carneiro.

O Show
Em Cantiga de Amigos a dupla vai interpretar músicas como Sete Cantigas Para Voar, Kukukaya, Ai Que Saudade D’ocê, ABC do Preguiçoso, Saga da Amazônia, Moça Bonita, Arrumação e outras que não fazem parte do repertório do disco, como as de autoria de Renato Teixeira, Almir Sater e Paulinho Pedra Azul. “Podemos definir este show como um resgate da música brasileiríssima de raiz”, fala Silvio.

SERVIÇO:
Show Cantiga de Amigos
Data: 30 de novembro
Local: Sesc Centro
Hora: 22:00
Entrada franca

Mariléia Maciel
Assessora de Comunicação
Mais informações: 8116-6687

29 de nov de 2010

Sinal Wi-Fi pode deixar árvores doentes, indica estudo


Segundo um estudo realizado pela Universidade Wagenigen, na Holanda, a radiação emitida por redes Wi-Fi é prejudicial ao meio ambiente. Além de problemas no crescimento de árvores, os pesquisadores detectaram a morte de algumas camadas de tecidos e diversas fissuras e sangramentos nas cascas.

As conclusões indicam que a maioria das cidades do mundo ocidental pode estar sendo afetada pelo problema, especialmente aquelas onde há maior concentração de tecnologia. A pesquisa foi iniciada na cidade de Alphen ann den Rijn, que há cinco anos detectou anormalidades nas árvores que não podiam ser explicadas por nenhum tipo de infecção de vírus ou bactérias.

Os resultados mostram que 70% das árvores em ambientes urbanos apresentam os mesmos sintomas, número que não passava de 10% em 2005. Entre as descobertas feitas pelas equipes de pesquisadores está o fato de florestas com grande densidade serem menos afetadas pelos sinais do que aquelas que possuem grande distância entre cada árvore.

Durante a etapa de estudos, os pesquisadores expuseram 20 árvores de carvalho a diversos tipos de radiação por um período de três meses. Aquelas colocadas pertos de sinais Wi-Fi demonstraram um brilho semelhante ao chumbo, causado pela morte das camadas superior e inferior da epiderme das folhas. Além da radiação emitida pelas redes Wi-Fi e sinais de celular, os sintomas também podem ser atribuídos a micropartículas emitidas por carros e caminhões em áreas urbanas.

Apesar das conclusões obtidas, os pesquisadores alertam que não se deve entrar em pânico, já que ainda devem ser medidos os resultados a longo prazo da exposição à radiação Wi-Fi. Além disso, reforçam que há estudos que provam o contrário e não mostram nenhum tipo de sintoma negativo da exposição prolongada em organismos humanos.

(Fonte: Portal Terra)

A vida em todas as suas dimensões você encontra aqui


28 de nov de 2010

Randolfe Rodrigues garante apoio no Senado para Confraria Tucuju

Randolfe Rodrigues, diretores e sócios da Confraria Tucuju

A partir de 2011 a Confraria Tucuju, casa de cultura com 14 anos de tradição no Amapá, vai ter mais um aliado no Congresso Nacional. O senador eleito Randolfe Rodrigues (PSOL) disse em reunião que terá por princípio destinar suas emendas parlamentares para o Governo do Estado e para as prefeituras, mas, assegurou que “a Confraria Tucuju, por sua seriedade e respeitabilidade, será uma das exceções”.

Randolfe foi recebido pela diretoria e sócios da entidade na última quarta-feira (24). A presidente Telma Duarte falou sobre os projetos da Confraria e expôs as dificuldades de patrocínio que vem enfrentando no ano que se encerra. Entre os presentes à reunião estavam a professora Zaide Soledade, que inspirou o nome do Teatro das Bacabeiras, a jornalista e poeta Alcinéa Cavalcante e a promotora de justiça do meio ambiente Ivana Cei.

Zezinho Duarte presenteia o Senador com camiseta da Confraria

A presença de Ivana Cei selou um acordo entre a Confraria, o mandato de Randolfe e a promotoria do meio ambiente para defesa de interesses do patrimônio histórico do Amapá. A primeira ação será uma excursão às ruinas de Vila Vistoza da Madre de Deus, uma das três vilas originárias da colonização portuguesa. Após a excursão será providenciado o projeto de tombamento da área.

“Estou impressionado com a envergadura do projeto de Vila Vistoza. Vou trabalhar no sentido de construir um pacto com a bancada federal, o Ministério da Cultura, o IPHAN e o Governo do Estado para que juntos possamos levantar a situação legal da área e tomar as medidas necessárias para protegê-la”, disse o senador. O grupo fará nova reunião em janeiro, com a presença de outros parceiros, para planejar a expedição.

O senador se comprometeu ainda em apoiar a publicação de obras de cunho literário e histórico. “Quero utilizar menos a gráfica do Senado para propaganda do meu mandato, e mais para apoio à produção literária do Amapá”, assegurou. Nesse sentido, diante da jornalista Alcinéa Cavalcante, informou sua intenção de começar pela publicação de uma antologia poética de Alcy Araújo, pai da jornalista.

Conseguir um selo cultural junto à Biblioteca Pública Nacional, para que obras de resgate da História do Amapá sejam publicadas pela Confraria, foi uma das reivindicações de Telma Duarte. Outra solicitação se referiu ao projeto de resgate dos documentos históricos do Amapá, que se encontram espalhados por diversos países e estados brasileiros. Ambos receberam garantia de apoio de Randolfe.

24 de nov de 2010

O Meio Ambiente visto pelas lentes fotográficas

Acadêmicos do 6º semestre de jornalismo realizam a 4ª edição da exposição "Olhar Ecológico"
Durante o segundo semestre de 2010 alunos de jornalismo saíram a campo com máquinas fotográficas, lentes e tripés. Todo esse equipamento foi necessário para registrar imagens de temas relacionados a ecologia amapaense. O resultado de meses de fotografia será apresentado através da exposição “Olhar Ecológico”.


O evento acontece anualmente e é produzido por alunos do Curso de Jornalismo da Faculdade Seama, coordenados pelos professores Alexandre Brito de Fotojornalismo e Jacinta Carvalho, de Jornalismo Ambiental. Essa é a 4ª edição em que as disciplinas se unem nesse projeto interdisciplinar juntamente com as modernas práticas pedagógicas. A exposição inicia no dia 24 de novembro, às 19h e vai até o dia 15 dezembro, no SESC Centro, na Avenida Padre Júlio.

“A fotografia é algo que fascina as pessoas, esse encanto envolve tanto o criador quanto ao público que a aprecia. Através dessa exposição o acadêmico de jornalismo conhece diferentes lugares e exercita in loco as técnicas adquiridas na teoria, além de mostrar para a comunidade os trabalhos produzidos na academia”, explica o professor e coordenador do projeto, Alexandre Brito.

Os trabalhos expostos serão:
*Asas da Liberdade;
*Sabor Açaí;
*Semeando o Futuro;
*Mistérios do Amazonas;
*Afuá: o Cotidiano da Ilha;
*Lagoa Poética;
*Reflexos;
*Olaria: do barro ao fogo

SERVIÇO:
Departamento de Jornalismo e Imprensa da Faculdade Seama
Fones: (96) 2101 5160 (96) 9119 0970/8114 5698

22 de nov de 2010

Confraria Tucuju e Escola Walquíria Lima realizam grande Concerto no Largo dos Inocentes

A Confraria Tucuju festeja a XV Semana do Músico em parceria com o Centro de Formação Musical Walquíria Lima. A programação, que teve início no dia 08 de novembro, será encerrada em grande estilo com um Concerto no Largo dos Inocentes, nesta sexta-feira (26). Na ocasião, o maestro Erivaldo Fraga, o regente Antônio Carlos e o trompetista Marcos Gonçalves, do Rio de Janeiro apresentarão o resultado das oficinas e mini-cursos ministrados na Semana. A cantora Ana Martel encerrará a noite com o show “Sou Ana”.

Os músicos convidados organizaram uma orquestra e um coral durante as oficinas, que se apresentarão no dia 26. A diretora do Centro Walquíria Lima, Rose Siqueira, e a cantora amapaense Ana Martel são as principais responsáveis pela vinda dos três artistas. Além de músicos, eles agregam à sua experiência a atuação em projetos de inclusão social pela música, de jovens e crianças carentes.

O diferencial social imprimido à Semana do Músico chamou atenção da presidente da Confraria Tucuju, advogada Telma Duarte, que aceitou entrar como parceira no projeto. “A música e a cultura podem mudar a vida das pessoas. Para isso basta que iniciativas como essa sejam abraçadas pelo poder público e pela sociedade”, disse Telma.

Programação do Concerto no Largo dos Inocentes:
Grupo Nuances (duas peças)
Clarinetada (duas peças)
Coral da Escola
(duas peças) Coral da comunidade, regente Antonio Carlos (3 peças)
Orquestra Primavera (2 peças)
Oficina de Regência (2 peças)
Oficina de Metais (2 peças)
Orquestra maestro Fraga (2 peças)
Orquestra maestro Fraga e Coral da comunidade, regente Antonio Carlos (1 peça)
Show "Sou Ana", abertura com a orquestra

20 de nov de 2010

Pablo Belusso faz lançamento do CD Poema Urbano na Internet

O cantor e compositor Pablo Belusso realizou no dia 28 de agosto, na cidade de Rondon do Pará (PA), onde mora, o show de pré-lançamento do CD Poema Urbano, com 8 composições suas. As rádios do sul e sudeste do Pará já estão rodando as faixas “Saia Daqui”, “A Verdade” e “Par ou Ímpar”, que podem ser ouvidas e baixadas no blog Som do Norte, no link http://somdonorte.blogspot.com/2010/11/vem-ai-cd-poema-urbano-pablo-belusso.html

Nascido em Imperatriz (MA), em 1984, Pablo teve seu primeiro contato com a música aos 9 anos quando começou a aprender teclado. Começou a carreira cantando em festivais de Rondon do Pará. Em 2002, quando morava em Santarém, participou de alguns grupos musicais, antes de fundar sua primeira banda de rock, Matéria-prima, da qual era o vocalista, violonista, tecladista e compositor. A partir de 2008 iniciou carreira solo. Entre suas principais influências, alinha The Beatles, U2, Queen, Coldplay, Radiohead, The Smashing Pumpkins, The Doors, ao lado dos nacionais Raul Seixas, Legião Urbana, Los Hermanos e Chico Buarque.

Pablo conta que a primeira música que escreveu para este álbum foi "Poema Urbano", em 2006, quando recém se mudara de Santarém, interior do Pará, para Belém:

- Esta música conta o cotidiano em uma grande cidade. Certo dia, acordei bem cedo para ir trabalhar e olhei na sacada do apartamento onde vi a cidade com seus prédios, trânsito, perigos, e comecei a escrever: "Horizontes vão nascer, nas sacadas pra mostrar/ Os perigos pra vencer, os destinos pra mudar...". Fui trabalhar e, no decorrer do dia, terminei de fazer a letra da música.

A partir desta primeira composição, foram surgindo as outras, que abordam temas como o amor, as disputas no mercado de trabalho e as dificuldades da vida - muitas inspiradas em fatos vividos pelo artista, como ele nos conta: "'A Verdade' eu fiz depois de contar para uma garota que eu estava ficando com uma inimiga dela, ela ficou chateada e não aceitou a verdade, porém era ela quem desde o início me dizia que o nosso lance era puramente carnal". "Par ou Ímpar" fala do dia em que ele terminou com uma namorada. Já com a música de trabalho, o mesmo não aconteceu, diz Pablo: "'Saia Daqui' não conta nada que tenha acontecido comigo, foi uma história que eu criei."

Informações para a imprensa

Contatos para entrevistas
Pablo Belusso - 94-8142-2371
pablobelusso@hotmail.com

Assessoria de Imprensa Som do Norte
Fabio Gomes
91-8279-7680

13 de nov de 2010

Mostra Jodorowsky no Bambuzal do SESC Araxá

SESC-AMAPÁ
PIUM FILMES
TATAMIRÔ
PRÉ-BIENAL UNE

APRESENTAM

MOSTRA JODOROWSKY

18 e 19 de Novembro

PROGRAMAÇÃO DO DIA 18/11 (quinta-Feira)

Filme “A Gravata” (21min)
Hora: 19h30min
Local: SESC, no bambuzal

Fala sobre Jodorowsky – Herbert Emanuel
Hora: 20h
Local: SESC, no bambuzal

Leitura do primeiro quadro da peça “Fando e Lis”, de Fernando Arrabal – Direção de Paulo Alfaia
Hora: 20h30min
Local: SESC, no bambuzal

PROGRAMAÇÃO DO DIA 19/11 (sexta-Feira)

Filme “Fando e Lis” (93min)
Hora: 19h30min
Local: SESC, no bambuzal
Contatos:

Adriana Abreu/8123-1468
Herbert Emanuel/81217178
adriana.domeiodomundo@gmail.com

9 de nov de 2010

Festival Até o Tucupi Terá Mini Box Lunar como atração

Manaus - O Coletivo Difusão, grupo organizador do "Festival Até o Tucupi" anunciou as 10 bandas selecionadas para participarem do evento, marcado para começar às 15h, do dia 20 de novembro, em um palco armado em meio a avenida Eduardo Ribeiro, Centro do Manaus.

Segundo o produtor cultural Caio Mota, integrante da organização do Festival, para a seleção, a banca examinadora levou em consideração, principalmente, o trabalho do grupo na cena musical de Manaus.

Apesar de a maioria das bandas selecionadas já terem mais de seis anos de existência, Caio Mota afirma que o histórico da banda não contou muitos pontos para a escolha.

"Selecionamos as bandas que estão movimentando o cenário: quem está preocupado em compor e gravar músicas, quem organiza eventos, entre outros critérios", destaca Mota. "Foi uma escolha difícil. Haviam 59 bandas inscritas e poucas vagas".

O produtor cultural destaca que o Coletivo Difusão implantará um sistema de 'rodízio' para que mais bandas participem dos eventos organizados pelo grupo.

De acordo com Caio Mota, as bandas selecionadas para o primeiro Festival Até o Tucupi, só poderão participar de outra edição daqui há dois anos.

Atrações nacionais

Além das bandas locais, Mota destaca que o Festival Até o Tucupi contará com a participação de duas bandas nacionais: Cabruêra (Paraíba) e Mini Box Luna (Amapá). Para Mota, a escolha destas bandas se deve ao trabalho de ambas em todo Brasil.

Planos para 2011

Organizadores do Grito Rock em Manaus, o Coletivo Difusão destaca que, a partir de 2011 pretende promover pequenos festivais bimestralmente. Segundo Mota, com a iniciativa o grupo promete colocar no palco anualmente cerca de 30 bandas amazonenses.

"A qualidade e diversidade musical em Manaus é algo surpreendente. Assim, em um ano, conseguiremos fazer vários eventos sem repetir nenhuma banda", conclui.

As bandas selecionadas são:

Roodie

DJ Carapanã & Jander S/A

Aliases

João Pestana

Elisa Maia

Snatch

Tudo Pelos Ares

Tucumanos

Platinados

Cabanos

Da Plus Música

6 de nov de 2010

Processo seletivo para Escola Cândido Portinari

Abertas inscrições para processo seletivo do Centro de Educação em Artes Visuais Cândido Portinari!
CURSO DE DESENHO ARTÍSTICO
Período: 03 A 19 de novembro/2010.
Horário: das 8:30 as 11:30h e das 14:30 as 16:30h.
Local: Av. Acelino de Leão, 926 - Trem / Macapá-AP.
Mais informações: 9127-4111.

Terça-feira tem Ana Martel cantando bossa no Norte das Águas


23 de out de 2010

Roni Moraes prepara CD Belvedere

Acontece no dia 06 de Novembro de 2010 o pré-Lançamento do CD BELVEDERE, de Roni Moraes, na Casa de Chorinho Pura Raiz, no Pacoval. O artista amapaense e integrante do Coletivo Palafita vem trabalhando nesse CD há algum tempo. As músicas são de composição própria e de parcerias com artistas locais como Ronaldo Rodrigues, Jomar Guedes, Aog Rocha, Ricardo Yraguani, Hebert Emmanoel entre outros.

O título do disco “Belvedere” sugere uma idéia de visão panorâmica, um mirante que possibilita olhar além dos limites. As músicas são recheadas de sentimentos, valores e emoções que falam da vida, de percepções de humanidade e das relações estabelecidas entre si e com o ambiente.
Além de Roni Moraes, o show terá participações especiais como Sandro Sandim, Beto Oscar e Helder Brandão.
As apresentações terão inicio ás 21horas. As mesas estão sendo vendidas a R$ 30,00, os valores arrecadados serão revertidos na finalização do CD.
A Casa de Chorinho Pura Raiz fica na av. Piauí, 971, Pacoval.
Contatos pelo telefone: 8140-4964/8141-8502
Roni Moraes – Email: roni_moraes11@hotmail.com
Por Edna Aparecida

22 de out de 2010

Itaú distribui oito milhões de livros


O Banco Itaú, através da Fundação Itaú Social, iniciou em outubro uma campanha nacional de incentivo à leitura para crianças com até seis anos de idade. Pais, educadores e demais interessados recebem gratuitamente kits com quatro livros de histórias infantis, um folheto com dicas para contar histórias e um adesivo para ajudar a disseminar a idéia.

Os livros são: O jogo da parlenda, de Heloísa Prieto (Companhia das Letras), Bem-te-vi e outras poesias, de Lalau e Laura beatriz (Companhia das Letras), Os três porquinhos (Girassol) e Lobisomem (Girassol). Para conhecer as obras e o projeto "Ler faz crescer”, clique aqui.

Ao todo, serão distribuídos oito milhões de livros e a ideia é que esse material circule. Tanto que os livros trazem na capa a frase “Depois de ler e reler, entregue este livro para outra pessoa fazer o mesmo”.

A campanha vem sendo desenvolvida também nas quatro mil agências do Itaú, onde os funcionários são estimulados a estreitar o relacionamento com clientes e a comunidade para buscar parceiros nas atividades de leitura e para se tornarem multiplicadores desse hábito. Nas agências há materiais de divulgação da importância da leitura para o desenvolvimento da criança e de incentivo à participação da sociedade.

Segundo o vice-presidente da Fundação Itaú Social, Antonio Jacinto Matias, o objetivo do programa é a mobilização da sociedade para um gesto que contribua para o pleno desenvolvimento das crianças. “O Estatuto da Criança e do Adolescente acaba de completar 20 anos e, ainda assim, muitos direitos não estão devidamente garantidos”, afirma. “O papel de garantir esses direitos é também da sociedade e, para isso, é fundamental conhecê-los”.


Inscrições pelo site:
http://www.lerfazcrescer.com.br

Assessoria Itaú Cultural

20 de out de 2010

Ana Martel divulga música amapaense no Rio de Janeiro


A cantora Ana Martel vai passar 9 dias em viagem musical a partir de sábado (23). Até quarta-feira (27) permanece da cidade do Rio de Janeiro participando da Semana da Música do Colégio Pedro II, onde será jurada do Festival de Música e fará duas palestras sobre música amapaense. Ainda no Rio, atende a convite do pesquisador Euclides Amaral para visitar o Instituto Ricardo Cravo Albin, onde terá uma conversa com o próprio Ricardo na segunda-feira (25).

Na quinta-feira (28) a cantora segue para Barra do Piraí RJ, onde irá proferir palestra e cumprir agenda de entrevistas com a imprensa local, divulgando seu CD, Sou Ana. No mesmo dia, à tarde, Ana visita o projeto social de Coral da Melhor Idade, onde trabalha o regente Antonio Carlos, na cidade de Valença, que preparou arranjo para coral da música "Toque de Caixa", de Zé Miguel e Ana Martel. Em Valença, à noite, a cabtora profere mais uma palestra.

O último final de semana da turnê Ana Martel passará em Barra Mansa - RJ, onde visita o Projeto Música nas Escolas, a convite da Prefeitura local. "Este projeto é considerado, hoje, o melhor do Brasil na área de inclusão social através da música, inclusive com algumas premiações", conta Ana. O projeto possui grupos como banda marcial, banda sinfônica e de percussão, além da orquestra sinfônica de Barra Mansa (OSBM) com 105 músicos, como o principal grupo. Todos os integrantes do projeto são professores e alunos da rede pública de ensino.

12 de out de 2010

Coral do TJAP abre inscrições para crianças e adolescentes

Estão abertas as inscrições para o Coral Infanto Juvenil do Tribunal de Justiça, para a faixa etária de 06 a 15 anos. Os ensaios acontecerão aos sábados no horário das 10 às 11 horas, no Plenário do TJAP, a partir do dia 16 de outubro. Os interessados devem procurar por Nilce Lima, no TJAP.

4 de out de 2010

Primeiro Festival Fotográfico de Manaus

A cidade vai respirar fotografia entre os dias 16 a 24 de outubro, durante o primeiro Manaus Bem na Foto – Festival de Fotografia (MBF). O evento vai reunir palestras, workshops, exposições e passeios fotográficos com profissionais locais e nacionais.

Proporcionar uma maior visibilidade e gerar novas oportunidades aos fotógrafos locais. Essa é a meta do primeiro Manaus Bem na Foto (MBF) – Festival de Fotografia, que acontecerá de 16 a 24 de outubro. A iniciativa é um projeto idealizado e coordenado pelos fotógrafos Alexandre Fonseca e Ione Moreno - Retratando, membros da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil (RPCFB), com a intenção de tornar a arte fotográfica o principal foco cultural da cidade no período do festival, tornando o MBF parte do calendário anual de eventos da RPCFB.

A abertura oficial está marcada para acontecer dia 16 de outubro no Palácio da Justiça (av. Eduardo Ribeiro, s/nº, Centro, Zona Sul), às 19h, com entrada gratuita. Na ocasião, acontecerá a exposição coletiva “Manaus 341” do grupo ‘A Escrita da Luz e fotógrafos convidados’ com mais de 40 fotografias sobre a cidade, além da palestra com o fotógrafo paraense Miguel Chikaoka, representante da RPCFB, detalhando quais as atividades e os objetivos da REDE em todo país.

Paralelamente, ainda no dia 16, entrarão em cartaz várias exposições nos espaços culturais como a Galeria do Largo (rua Costa Azevedo, Centro, Zona Sul), o Instituto Cultural Brasil Estados Unidos – Icbeu (avenida Joaquim Nabuco, nº 1.286, Centro), Casarão de Idéias, na Av. Monsenhor Coutinho, Centro, o Bar e Restaurante Açaí & Cia (rua Acre n.º 95, Vieiralves, Zona Centro-Sul) e outras localidades. Entre os fotógrafos expositores individuais estão os amazonenses Carlos Navarro, Michell Mello, Adalmir Chíxaro, Ruth Jucá e Jimmy Christian, a paulista Fernanda Preto e o francês Jacques Grisson. As exposições permanecem abertas para visitação do público, gratuitamente, no horário comercial, até o dia 24, quando se encerra o festival.

Durante o MBF, serão mais de 30 atividades voltadas exclusivamente para fotografia, como palestras, workshops, oficinas, exposições, debates e passeios fotográficos. Como parte das atividades paralelas do MBF-Festival de Fotografia, a Fazz.art Digital Fine Art & Photo, inaugura sua unidade de treinamento na capital amazonense promovendo dois eventos inéditos - O Workshops Fluxo Digital - Lightroom 3, ministrado por Clício Barroso e de Iluminação em Estúdio, ministrado por Newton Medeiros, ambos de São Paulo (SP), que serão realizados no Studio 5 Festival Mall (avenida General Rodrigo Otávio, nº 3.555, Distrito Industrial, Zona Sul), no horário das 19h30 (20/10) e às 17h (23/10). O investimento para os dois workshops é de R$ 180. Vale lembrar que as vagas são limitadas e que não serão feitas inscrições para dias separados.

Entre as práticas que serão desenvolvidas gratuitamente destacam-se o “Encontro da REDE-AMAZÔNIA” (17/10-8h30), com a presença dos fotógrafos Miguel Chikaoka (PA), Chico Terra (AP), Talita Oliveira (AC), Marcelo Seixas e Wank Carmo (RR), Fabiano Tertuliano (RO) e fotógrafos do Amazonas que serão convidados a discutir políticas públicas para a promoção da fotografia no Norte e oficializarão a criação da REDE-AMAZÔNIA. O Photovivência, diálogo com o fotógrafo, com Miguel Chikaoka (17/10–17h) e Alexandre Sequeira (Belém) (18/10–19h), além do Fotoclube-RR, de Boa Vista (22/10-19h). O MBF encerra no domingo 24, aniversário da Manaus com o IV Colóquio de Fotografia, 17h, que contará com a presença dos editores de fotografia Célio Jr, Ricardo Oliveira e Raimundo Valentim, dos jornais Acrítica, Amazonas Em Tempo e Diário do Amazonas, respectivamente, ao lado de Antonio Scorza, da Agencia France Press, do Rio de janeiro. Esses eventos realizados na Saraiva MegaStore, do Manauara Shopping. Além “V Maratona Fotográfica de Manaus”, com a realização de um passeio fotográfico por pontos turísticos da cidade, na manhã do dia 24.

Projeto que virou festival
O Manaus Bem na Foto (MBF) é um projeto de cinco anos, desenvolvido pioneiramente na cidade, envolvendo a arte fotográfica em ações sociais e em locais públicos, como praças, ruas, escolas e, principalmente, nas comunidades periféricas e ribeirinhas de Manaus. Além de promover o intercâmbio entre amadores e profissionais, o projeto utiliza a fotografia como ferramenta de inclusão social e de fomento da cultura local.

Dentre as iniciativas, está a criação do fotoclube “A Escrita da Luz (AEL)”, carro chefe do programa que nasceu da necessidade de se formar um grupo de estudo e pesquisa sobre fotografia, e ainda, celebrar o espaço que a atividade conquistou no Amazonas. O clube realiza desde outubro 2005 encontros fotográficos constantes, dos quais já despontaram jovens talentos do segmento amazonense, que conquistaram premiações a nível nacional, entre eles Rafael Alves, Michell Mello, Ione Moreno, Gedeon Filho, entre outros.

Agora, transformado em Festival, o MBF unirá as várias iniciativas já realizadas em todo Estado em um só evento aberto ao público em geral. Bem mais maduro e estruturado, o MBF busca reconhecimento nacional entre os festivais de fotografia existentes no Brasil, como: o Paraty Em Foco, na cidade de Paraty, no Rio de Janeiro; O Agosto da Fotografia, em Salvador; O Devercidade, em Fortaleza; o SP Photo Fest, em São Paulo e muitos outros, contribuindo para o fortalecimento da fotografia nacional, contando com o patrocínio da Secretaria de Cultura do Estado e da Fazz.art, além dos parceiros como Restaurante Açaí, SP PHOTO FEST, RPCFB, Grupo Simões, Casarão de Idéias, Icbeu, dentre outros.

Alexandre Fonseca – Coord. do MBF - manausbemnafoto@gmail.com - 8187-9350Alita Menezes – Assessoria - alitaamanda@hotmail.com - 9104-9344 / 3211-3705
www.manausbemnafoto.blogspot.com / twitter@manausbemnafoto

3 de out de 2010

Encontro musical

Foto: Sônia Canto
Maestro Manoel Cordeiro e Bi Trindade, integrante do Grupo Pilão ensaiam para o novo show do grupo mais tradicional da canção amapaense.

2 de out de 2010

Carta aberta ao Ministro da Cultura diante da injustiça com o filme detema espírita “Nosso Lar”

Isso é uma VERGONHA!
Senhor Ministro de Estado da Cultura Juca Ferreira
É do conhecimento da maioria da população brasileira o sucessoabsoluto de filmes de fundo espírita como “Chico Xavier” e “NossoLar”.Milhões de brasileiros, espíritas ou não, foram atraídos aos cinemas. O filme “Nosso Lar” ultrapassou a casa dos 2.000.000 de espectadores em cerca de duas semanas de exibição. Um sucesso absoluto. Recorde nacional. O Ministério da Cultura decidiu abrir uma votação pública para aescolha do filme brasileiro a ser indicado para concorrer ao prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira no Oscar 2011. O internauta poderiaopinar na escolha do longa metragem que representaria o Brasil em Hollywood.
O ganhador em indicações foi o filme com tema espírita “Nosso Lar”, com 88.894 indicações (70%) para ser indicado ao Oscar comorepresentante do Brasil. O filme “Lula, filho do Brasil”, com apenas 1.646 votos (1%) foi um dos que recebeu menos indicações por parte dosinternautas no site oficial do Ministério. A garantia do Ministério da Cultura, contudo, de levar em consideraçãoa opinião popular não foi cumprida: neste último dia 23 de setembro,quinta-feira, a Comissão de Seleção Oficial do Oscar de sua Pastaescolheu o filme “Lula, o Filho do Brasil”, filme que teve apenas 1%dos votos do público. Senhor Ministro, a Comissão de Seleção Oficial do Oscar do Ministérioda Cultura cometeu várias injustiças.
Injustiça com 70% dos internautas que acessaram o site de sua Pasta eque indicaram o filme com tema espírita “Nosso Lar” para concorrer ao Oscar. Injustiça com os profissionais que atuam na indústria cinematográficabrasileira. Injustiça em utilizar critérios políticos, ao em vez de meritórios. E sobretudo, a Comissão de Seleção Oficial do Oscar do Ministério da Cultura cometeu um gravíssimo desrespeito aos que acreditavam que a Cultura nacional, quando recebesse atenção do governo, seria preservada de influências político-partidárias.
Senhor Ministro, intervenha na estapafúrdia e desrespeitosa decisão da Comissão de Seleção Oficial do Oscar instituída pelo no seu Ministério. Aja contra essa injustiça, para que Vossa Excelência também não se torne um injusto. Nossa indignação não é motivada pela nossa fé. É motivada por vermos critérios políticos esmagarem o trabalho profissional dos responsáveis pelo “Nosso Lar”. Por esmagarem a vontade da maioria da população. Por esmagarem a honestidade e o bem.
Não permita, Senhor Ministro, que essa injustiça de se preterir um sucesso autêntico de bilheteria, semeie no coração de todos nós acrença de que de nada vale o talento. Essa decisão apequena seu trabalho e mancha sua reputação. Lembrando o espírito São Luis: “calar diante dos erros quando se podeajudar é omissão. Silenciar diante do mal é compactuar com ele”.
Atenciosamente
ÁTILA NUNES NETO
Texto oficial divulgado pelo Ministério da Cultura antes do dia 23 desetembro, quando então, “Nosso Lar”, com 70% de indicações, foipreterido.
Fonte: (Assessoria de Comunicação SAv/MinC – Ministério da Cultura)
Filme “Nosso Lar” é o vencedor de enquetePor meio de uma enquete que ficou disponível no site do Ministério daCultura entre os dias 8 e 20 de setembro, o público elegeu “Nosso Lar” como o filme brasileiro que gostaria de ver concorrendo ao Oscar 2011. No total, a enquete recebeu quase 130 mil votos.
O filme preferido pelo público obteve quase 89 mil votos, o equivalente a 70% da votação.O resultado será uma indicação para auxiliar a Comissão de Seleção (composta por membros indicados pelo MinC, pela SAv, Ancine e Academia Brasileira de Cinema) na decisão de qual filme brasileiro recomendar para concorrer ao prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira, no Oscar 2011.
O objetivo desta enquete foi o de estimular as pessoas a assistirem aprodução nacional de cinema, apontando seus filmes favoritos. A Comissão de Seleção se reunirá na próxima quinta-feira, dia 23 desetembro, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. Às 12h00, fará o anúncio do longa escolhido, seguido por uma coletiva de imprensa. Confira a votação:
• Nosso Lar (70,0%, 88.894 Votos)
• Chico Xavier (12,0%, 14.881 Votos)
• Os Famosos e os Duendes da Morte (8,0%, 10.437 Votos)
• O Grão (2,0%, 2.431 Votos)
• Antes que o mundo acabe (2,0%, 2035 Votos)
• Lula, o Filho do Brasil (1,0%, 1.646 Votos)
• Cinco Vezes Favela, Agora Por Nós Mesmos(1,0%, 1.227 Votos)
•As Melhores Coisas do Mundo(1,0%, 1.147 Votos)
• Utopia e Barbárie(1,0%, 843 Votos)
• Carregadoras de Sonhos(1,0%, 659 Votos)
• O Bem Amado(0,0%, 582 Votos)
• Reflexões de um Liquidificador(0,0%, 520 Votos)
• Em Teu Nome(0,0%, 448 Votos)
• É Proibido Fumar(0,0%, 423 Votos)
• Bróder(0,0%, 375 Votos)
• Quincas Berro D’água(0,0%, 350 Votos)
• A Suprema Felicidade(0,0%, 202 Votos)
• Olhos Azuis(0,0%, 182 Votos)
• Sonhos Roubados(0,0%, 163 Votos)
• Hotel Atlântico(0,0%, 70 Votos)
• Os Inquilinos(0,0%, 62 Votos)
• Cabeça a Prêmio(0,0%, 56 Votos)
• Ouro Negro(0,0%, 54 Votos)
(Assessoria de Comunicação SAv/MinC)

28 de set de 2010

Casa da Hospitalidade completa 25 anos

Fruto do sonho de alguns seres que estão além do nosso tempo e por acreditarem em uma família universal, Padre Luiz e as Pequenas irmãs da Divina Providencia, assumiram essa missão de fundar em 1985 a Cada da Hospitalidade.

Trabalho difícil e já com 35 crianças, com espaço mínimo, iniciava suas atividades em Santana, acolhendo ao longo desses anos, inúmeros casos de vidas interrompidas, com motivos de toda ordem, porém com objetivo único, ampará-las! Assisti-las com muito amor e atenção, amenizando e provendo-as do que lhes foram retirado: Suas famílias.

Instituição esta que possui um papel dos mais relevantes, pois permite aos menos favorecidos, oportunidades do mínimo necessário previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. Promovendo assim sua cidadania, garantindo uma nova chance de reconstruir suas vidas com uma nova família, seja aqui no Amapá, no nosso país ou no exterior, como já aconteceram inúmeros casos.

Hoje temos no seio da sociedade amapaense, homens de bem que foram amparados e assistidos pela Casa e que muito contribuem para o progresso do nosso estado, pessoas equilibradas e que reproduzem na integra o que lá aprenderam: “Recebem em seus lares os que estão para chegar, tal qual como foram recebidos no passado por famílias adotivas”.

Adotar uma idéia, um projeto, uma proposta é o ato dos mais fortes compromissos que um ser humano pode se permitir realizar. Adotar um ser como seu filho, como disse o Apostolo Paulo: - “Amar os teus é humano, amar os diferentes é divino!” Crianças estas que chegam a esses lares adotantes, encontram o ambiente perfeito para reconstruírem suas vidas e fortalecerem ainda mais as famílias existentes.

Importante lembrar e ressaltar os serviços prestados pelas Irmãs Maria José, Aparecida (hoje serve a congregação no Haiti), Cecília, Terezinha Peregrini, Terezinha Gonçalves (In Memoriam) e tantas outras que por lá já deixaram suas contribuições memoráveis para a construção de inúmeras vidas. Irmã Arituza Botaro que hoje é a Coordenadora da Entidade.
Padre Luiz que sempre incansável para tudo e para todos e serve como uma formiga na labuta e na esperança de que sempre haverá inverno e que todos necessitam de amparo e cuidados.

Grandes serviços prestados a sociedade amapaense de forma silenciosa, objetiva e consistente, mostrando aos amigos dos amigos e admiradores da Casa da Hospitalidade como se exerce com autoridade sem se ter posto e riqueza sem um centavo no bolso, mas com um patrimônio social, de credibilidade, incalculável!

Neste sábado que passou , dia 25.09.2010, às 10h00, houve uma Missa de louvor a data e às 12h30 aconteceu um almoço de confraternização aos amigos e colaboradores, com a presença dos Representantes Superiores da Ordem de Madre Michael e das Pequenas irmãs da Divina Providencia.

Certo de que todos os que se permitiram um dia conhecer aquele trabalho, descobriram como se faz tanto com tão pouco recurso e também o compromisso e zelo com as coisas que estão sob suas responsabilidades em prol da sociedade.
Parabéns por existir e pelos exemplos!

PS Esta Entidade é fiscalizada pelo “Tribunal da Consciência”, nunca pelo Tribunal de Contas.

Adonis Augusto Marques
Pai e amigo que a Casa adotou há 19 anos

26 de set de 2010

Juliana Sinimbú divulga na internet músicas do CD "Sonho bom de fevereiro"

A cantora paraense Juliana Sinimbú disponibilizou para audição em seu perfil no site Conexão Vivo (http://julianasinimbu.conexaovivo.com.br) três músicas que fazem parte do seu CD de estreia, Sonho Bom de Fevereiro: a faixa-título (uma parceria de Juliana com Felipe Cordeiro), "Nem Venha" (Cláudia Cunha - Luciano Salvador Bahia) e "Flor da Idade" (Chico Buarque).

O samba "Sonho Bom de Fevereiro" é a primeira música de autoria de Juliana, que escreveu música e letra da segunda parte, a partir do refrão composto por Felipe Cordeiro; nos vocais e no acompanhamento desta gravação, destaca-se a presença do Trio Manari, grupo paraense dedicado à pesquisa de percussão. "Nem Venha" é uma composição inédita da paraense radicada na Bahia Cláudia Cunha, que em agosto foi finalista do 21º Prêmio da Música Brasileira na categoria Melhor Cantora Regional. O cantor, compositor e instrumentista Renato Torres, diretor musical do disco de Juliana, faz participação especial em "Flor da Idade", música composta por Chico Buarque em 1973 para a trilha sonora do filme Vai Trabalhar, Vagabundo.

Gravado em Belém entre novembro de 2009 e junho de 2010, o CD Sonho Bom de Fevereiro mescla músicas inéditas de compositores paraenses com regravações de autores consagrados como Chico Buarque e Arnaldo Antunes, em ritmos latino-americanos variados (samba, salsa, xote, ijexá, zouk). O disco deve seguir para prensagem em breve e tem previsão de lançamento ainda este ano.

Juliana Sinimbú, 25 anos, teve seus contatos iniciais com a música através das marchas de carnaval que sua avó cantava e os discos de samba e bossa nova que seus pais ouviam sempre. Desde a primeira apresentação profissional em maio de 2006, Juliana tem cantado com freqüência nos principais teatros, bares e casas noturnas de Belém, sendo hoje um dos principais nomes da nova geração paraense. Entre os momentos marcantes dessa trajetória, destacam-se seus shows solo Daqui pra Frente (2007), Maysa, Quando Fala o Coração (2009) e Tem Mais Samba (2010). O show Intimidade, no qual dividia o palco com Aíla, foi escolhido pra abrir a programação do Fórum Social Mundial 2009. Em 2008, representou o Pará numa turnê pela França, ao lado dos grupos La Pupuña e Trio Manari.

Opinião
"Quando alguém lhe convidar para ouvir Juliana Sinimbú, você pode estar certo de que irá apreciar um repertório escolhido com extremo bom gosto e interpretado de modo que vai lhe parecer que a música foi recém-composta especialmente para a voz doce de Juliana, tal o frescor que ela imprime a tudo o que canta – sejam recentes canções de Felipe Cordeiro e Renato Torres, sejam antigos sambas de Cartola."


(Fabio Gomes - Som do Norte)

20 de set de 2010

Bicicleata por uma ciclovia em Macapá

Ciclovia em Sorocaba - SP
Ciclovia em Aracaju-SE

No Amapá, os índices de mortes no trânsito estão entre os mais altos do país, o que torna urgente a construção de ciclovias nas maiores cidades. A lei nº 1247, que foi aprovada em 22 de julho de 2008, contou com um abaixo-assinado promovido pela Sociedade Civil para a implantação de uma ciclovia em Macapá. Até mesmo a Federação de Ciclismo apoiou a promoção do abaixo-assinado. O grupo também criou um mapa com a proposta para o Sistema Cicloviário de Macapá.

O movimento realizará, no dia 25 de setembro, o 1º Passeio Ciclístico “Eu Quero Uma Ciclovia”, que terá início no monumento Marco Zero, de onde todos sairão de bicicleta em direção ao Parque do Forte. A saída do Marco Zero será às 15h e terá sorteio de bicicletas e camisetas. A coordenação do movimento pede que aqueles que queirão participar, contribuam levando água, sucos ou frutas, pois, ao chegar na praça será realizado um piquenique com alimentos frescos e saudáveis para incentivar uma boa alimentação.

Lívia Almeida

18 de set de 2010

Rebeca Braga no Prato de Barro neste sábado

Neste sábado (18), prévia do show "Para ver as meninas", com Rebeca Braga e convidados, no bar Prato de Barro às 23 hs. Fica na Rua Eliezer Levy, bairro do Trem.

17 de set de 2010

Confraria Tucuju questiona ausência do tema cultura nos programas eleitorais

Telma Duarte, presidente da Confraria Tucuju

A Confraria Tucuju, entidade cultural sem fins lucrativos, entra no cenário das eleições 2010. Ao detectar que a maioria dos programas eleitorais dos candidatos a governador do estado pouco abordam o tema cultura, encaminhou carta aos comitês dos principais concorrentes solicitando informações sobre suas propostas para a área.

Na carta, a presidente da Confraria, advogada Telma Duarte, detecta “a observação das mais variadas propagandas e proposituras políticas que acercam o breve pleito eleitoral, se manifestar quanto à ausência de propostas que envolvam a temática cultura amapaense”.

A carta foi encaminhada na tarde desta quarta-feira (15) e a presidente da Confraria espera receber as propostas, por escrito, para que sejam encaminhadas aos sócios e diretores da entidade antes das eleições. “Nosso compromisso primordial é com a cultura desse estado e não podemos aceitar que o tema passe ao largo de um pleito tão determinante para as políticas públicas culturais”, concluiu a presidente da Confraria.

14 de set de 2010

Turnê Timbres e Temperos segue para o Piauí

Os artistas Joãozinho Gomes, Enrico Di Miceli e Patrícia Bastos continuam, no próximo dia 15 de setembro, a turnê do Projeto SESC Amazônia das Artes em Teresina-PI. É a penúltima apresentação do Show Timbres e Temperos. A turnê começou em abril, no Maranhão, e passou por Belém, Macapá, Manaus e Tocantins.

As músicas dos Cds “Eu Sou Caboca” e “Amazônica Elegância”, que foram lançados através do projeto Pixinguinha no ano passado, fazem parte do repertório do Timbres e Temperos. Em julho o trio encerrou o Festival de Inverno de Garanhuns e Patrícia Bastos concorreu ao Prêmio da Música Brasileira em duas categorias. Após o show em Teresina, a turnê encerra no Acre, dia 13 de novembro.

Serviço:
Show Timbres e Temperos
Local: Palácio da Música (Teresina-PI)
Data: 15 de setembro
Hora: 19:00
Entrada: Franca

13 de set de 2010

Ana Alice


todo o tempo do mundo
as linhas mais retas do meu coração
esse frescor de emoção revigorante
amar é soprar bolinhas de sabão
bênção divina Ana Alice
Recado de amor e perdão
ao rir se rindo bem me disse
felicidade é soprar bolinhas de sabão

12 de set de 2010

Enquete Oscar: Vote no filme que você quer que concorra ao Oscar 2011

Espíritos habitantes de Nosso Lar se preparam para receber os mortos da II Guerra Mundial

Em uma iniciativa inédita, o Ministério da Cultura, por meio da Secretaria do Audiovisual, abre, de 8 a 20 de setembro, a votação pública para a sugestão do filme brasileiro a ser indicado para concorrer ao prêmio de Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2011.

Ao final da votação a pontuação será publicada no site e enviada à Comissão de Seleção oficial (já confirmada com a Academy), composta por representantes do Governo, sociedade civil organizada e especialistas no setor. A votação feita no site será uma indicação para auxiliar a Comissão na escolha do filme vencedor, portanto, uma votação indicativa, sendo a Comissão de Seleção responsável pela deliberação da indicação do filme nacional a concorrer ao oscar. O filme escolhido será divulgado no dia 23 de setembro, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

Participe você também, dê sua sugestão!!
Os filmes inscritos para concorrer a indicação de representação de filme brasileiro no Oscar 2011 de Melhor Filme Estrangeiro são:

As Melhores Coisas do Mundo
A Suprema Felicidade
Antes que o mundo acabe
Bróder
Cabeça a Prêmio
Carregadoras de Sonhos
Cinco Vezes Favela, Agora Por Nós Mesmos
Chico Xavier
É Proibido Fumar
Em Teu Nome
Hotel Atlântico
Lula, o Filho do Brasil
Nosso Lar
Olhos Azuis
Ouro Negro
O Bem Amado
O Grão
Os Inquilinos
Os Famosos e os Duendes da Morte
Quincas Berro D’água
Reflexões de um Liquidificador
Sonhos Roubados
Utopia e Barbárie

Até a noite de sábado (11) o filme Nsso Lar liderava a votação com 67,0%, 27.614 Votos.

Vote no link:

10 de set de 2010

Chorinho e dança de salão no Concerto de Verão desta sexta-feira

Lolito do Bandolim e Regional Urubu Malandro
O Largo dos Inocentes estará mais brasileiro do que nunca nesta noite de sexta-feira (10). O projeto Concertos de Verão da Confraria Tucuju apresentará Lolito do Bandolim e Regional Urubu Malandro, acompanhados da Cia. Marinho de Dança de Salão. O popular chorinho é o ritmo carro-chefe do show, mas o grupo traz também bolero, samba, maxixe, baião e outros ritmos tradicionais da Música Popular Brasileira.
Dançarinos Patrícia Maciel e Ricardo Marinho
Lolito do Bandolim, nascido em Igarapé-Açu /PA, veio para o Amapá com 14 anos tocar viola com o saudoso mestre Oscar Santos. Anos depois se apaixonou pelo bandolim, inspirado por músicos como Jacob do Bandolim. Seu maior orgulho é interpretar com maestria choros do compositor amazônico Amilar Brenha. No Regional, Lolito conta com o talento dos músicos:
Para tornar ainda mais belo o show, a Confraria Tucuju convidou a Cia. Marinho de Dança de Salão, que trará os dançarinos profissionais Ricardo Marinho e Patrícia Maciel. Ricardo tem mais de 15 anos de experiência em dança no Brasil e no exterior. Atua na rede pública em projetos especiais para a comunidade. Patrícia é professora de dança de salão.

Serviço:
Concerto de Verão
No Largo dos Inocentes
Nesta sexta-feira (10)
Às 20 horas

Comunicação Confraria Tucuju

5 de set de 2010

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente 2010

Ongs, sindicatos, associações comunitárias, instituições de pesquisa privadas, instituições municipais e pessoas interessadas em concorrer à nona edição do Prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente podem se inscrever gratuitamente até o dia 17 de setembro. A novidade é que em 2010 o candidato poderá se inscrever também pela internet, no site www.mma.gov.br/premiochicomendes. As inscrições pelo correio deverão ser via Sedex e endereçadas ao Prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente, Caixa Postal 10805, CEP: 70306.970-Brasília-DF.

Os trabalhos podem ser inscritos nas categorias liderança individual, organização da sociedade civil, negócios sustentáveis, educação ambiental, município, saúde e meio ambiente. Uma comissão composta por integrantes de notório saber na área de meio ambiente, desenvolvimento sustentável e saúde, designada pelo Ministério do Meio Ambiente, julgará os trabalhos. Critérios de efetividade, impacto social e ambiental, potencial de difusão, originalidade, adesão e participação social serão considerados no processo de seleção e avaliação das propostas.

Conforme o regulamento do Prêmio, à exceção da categoria município, cujo primeiro colocado não receberá premiação pecuniária, somente diploma honorifico, as demais receberão diploma e R$ 28.000,00 (vinte e oito mil reais) em espécie. O Prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente foi criado em 2002, pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), com o objetivo de valorizar e incentivar trabalhos em prol da conservação do meio ambiente da Amazônia Legal. Atualmente é coordenado pelo Departamento de Articulação de Ações da Amazônia – DAAM, vinculado à Secretaria Executiva do MMA. O Prêmio é realizado pelo Ministério do Meio Ambiente, patrocinado pela Natura e apoiado pela GTZ – Cooperação Técnica Alemã.

3 de set de 2010

Grupo Essency será atração do Concerto de Verão desta sexta-feira

A Confraria Tucuju refresca as noites de verão com música de alta qualidade. O instrumental Concertos de Verão segue nesta sexta-feira (03) às 20 horas no Largo dos Inocentes, com o Grupo Essency. Formado em agosto de 2009, além da performance individual de cada instrumentista, o grupo aposta num repertório seleto, tocando os mais celebrados compositores da música brasileira e mundial, entre eles Tom Jobim, Sivuca e Vinicius de Moraes. Como diferencial, o Essency inclui no repertório melodias dos artistas amapaenses Osmar Júnior e Zé Miguel.

Grupo Essency

Elias Tavares Sampaio
Professor de Saxofone, teoria musical, arranjador, produtor musical, regente de coro, banda musical, idealizador da Orquestra Jovem da Escola de Música Walkiria Lima, coordenador do projeto Meninos do IMMES - Orquestra Filarmônica, músico da Banda do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá. Estudou no estado de São Paulo, na Universidade Livre de Música - Centro Tom Jobim com os Professores Demétrio Silva, Mané Silveira, Idris Bodruia, Dilson Florêncio.
Como profissional no Amapá atuou com inúmeros cantores da música popular, lecionou na Escola de Música Walkiria Lima, onde também foi regente da orquestra jovem daquela escola, fundou o quarteto de saxofones Vientos Norte, fundou a Amapá Jazz Brasil Big Band que representou o Estado do Amapá no 21º Festival de Música de Londrina-PR.


Marcus Titus
Violonista, tecladista, contrabaixista, arranjador musical, cantor, professor de violão no CEPM Walkiria Lima, produtor musical, já atuou com os mais diversos nomes da música amapaense, atuante também no meio religioso, coordenador de bandas locais católicas, palestrante na área musical e elaboração de projetos culturais.

Wesley de Sousa Sampaio
Iniciou seus estudos de flauta transversal com seu pai o Prof. Elias Sampaio, deu prosseguimento nos estudos com o prof. Benjamim Monteiro, atualmente estuda piano popular com o prof. Hebersom Fernandes. Como flautista já atuou em inúmeros shows de música instrumental e música popular, atualmente é instrutor de contrabaixo acústico e violoncelo no projeto Meninos do IMMES, atua como flautista no Grupo Nuances.

Dulciro Moares (Dú Moares)
Contrabaixista conceituado no cenário musical Gospel e secular, tendo atuado com os mais diversos nomes da musica gospel do cenário nacional como Aline Barros, Eyshila, Fernada Brum, dentre tantos outros, procura se profissionalizar de forma acadêmica no Centro Educacional Profissional em Música Walkiria Lima, no curso de contrabaixo elétrico.

Elias Dos Santos (Dellos)
Baterista, trombonista, músico da Banda do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá, coordenador de Bandas Evangélicas, atuante na área musical gospel, professor de bateria, hoje empresta seus talento para o melhor desempenho do Grupo Essency.

Elizângela Sampaio (Jan)
Saxofonista, cantora, regente de coro congregacional, professora de canto coral infantil, atuante também na área gospel, regente de grupos vocais, atualmente leciona musicalização infantil através do canto coral na Escola Zolito de Jesus Nunes.

Deize Pinheiro
Cantora, coordenadora de grupos vocais, regente de coro congregacional, atuante na área gospel como intérprete e compositora, atualmente é instrutora do Projeto meninos do IMMES, lecionando flauta doce.

Hoje tem samba no Mercado Central de Macapá

Sexta-feira (03) é dia de Samba no Mercado Central de Macapá, com Carlos Peru, Nonato Soledade e convidados. O Projeto reune cerca de mil pessoas por noite valorizando o local histórico e integração o cenário turístico que compreende a Fortaleza de São José, Parque do Forte e orla do Santa Inês. “Fazemos samba de primeira qualidade, garantimos a segurança e ajudamos a fortalecer o turismo cultural da cidade, quem vai ao samba, passeia na orla e frequenta os restaurantes”, fala Carlos Peru.

O Samba no Mercado tem parceria com a Associação Amigos do Mercado Central, formada por trabalhadores do lugar e que cuida do atendimento, infra-estrutura e segurança. O Movimento Perfil do Samba é responsável pela sonorização e atrações. “O Mercado Central faz parte da nossa história e é o lugar perfeito para reunir quem gosta de samba, que é cultura brasileira”, fala Carlos Peru.

Serviço:
Projeto Samba no Mercado Central
Data: 03 de setembro (sexta-feira)
Hora: 19:00
Entrada: franca

Mariléia Maciel
Assessora de Comunicação

2 de set de 2010

Nosso Lar estréia dia 03 de setembro no Cine Macapá Shopping

Ao abrir os olhos, o médico André Luiz sabe que não está mais vivo, embora sinta fome, sede e frio. Ele não pertence mais ao mundo dos encarnados e, ao seu redor, encontra uma planície escura, desértica, tenebrosa, marcada por gritos e seres que vivem à sombra. As dúvidas e as dores intensificam-se. Que destino seria esse?

Baseado no best seller de Chico Xavier, o filme conta a história de André Luiz, um médico bem sucedido que, após sua morte, acorda no mundo espiritual. Lá começa sua nova jornada, de autoconhecimento e transformação, desde os primeiros dias numa dimensão de dor e sofrimento, até ser resgatado e levado para a cidade espiritual Nosso Lar, cidade que dá nome ao filme e que paira nas camadas mais altas da atmosfera terrestre.

Novas lições e conhecimentos estão no caminho deste homem que, enquanto aprende como é a vida em outra dimensão, anseia em voltar à Terra e rever a família. No entanto, ao conseguir ver seus entes queridos, André Luiz percebe a grande verdade: a vida continua para todos.

A direção e roteiro são de Wagner de Assis, produção de Iafa Britz, trilha sonora de Philip Glass e fotografia de Ueli Steiger. O elenco é formado por Renato Prieto como André Luiz, Fernando Alves Pinto, Rosanne Mulholland, Inez Viana, Rodrigo dos Santos, Werner Schünemann, Clemente Viscaíno e ainda participações especiais de Ana Rosa, Othon Bastos e Paulo Goulart.

31 de ago de 2010

Marina Flor


Do alto descem cascatas
Tanta luz ninando o mundo
Rosado riso de amor
Renasce em nós Marina Flor

Meu colo te acolhe e vive
Troca de afeto e calor
Olhar de infinito sublime
Tão pétala e cor Marina Flor

30 de ago de 2010

1º CONCURSO LITERÁRIO GUEMANISSE DE CRÔNICAS, CARTAS E TROVAS / 2010

A GUEMANISSE EDITORA E EVENTOS LTDA. promove o 1º CONCURSO LITERÁRIO GUEMANISSE DE CRÔNICAS, CARTAS E TROVAS, composto por três categorias distintas:
a) Crônicas – Narrativa breve, sobre a vida cotidiana, podendo ser informal, intimista, familiar, etc.

Premiação em dinheiro:
1º lugar: R$ 3.000,00 (três mil reais) e publicação do texto em livro;
2º lugar: R$ 2.000,00 (dois mil reais) e publicação do texto em livro;
3º lugar: R$ 1.000,00 (mil reais) e publicação do texto em livro.
Premiação de publicação em livro:
Os textos premiados, inclusive os que forem agraciados com MENÇÃO HONROSA e/ou MENÇÃO ESPECIAL, serão publicados em livro (sem ônus para seus autores, inclusive de remessa postal) e cada um destes autores receberá dez exemplares, a título de direitos autorais. Os direitos autorais subseqüentes a esta edição são de propriedade dos seus autores, não tendo a Guemanisse nenhum direito sobre os mesmos. Esta edição específica não poderá ultrapassar a tiragem de 2.000 (dois mil) exemplares, e os livros restantes desta edição serão preferencialmente distribuídos por bibliotecas e escolas públicas.

www.guemanisse.com.br

29 de ago de 2010

O ritmo e o canto amazônicos brilham na voz de Patricia Bastos, uma ótima cantora


Sobre o Rio Amazonas, à direita e à esquerda, se lançam o Içá e o Caquetá, o Jumundá e o Juruá, o Trombetas e o Jari, o Xingu e o Tocantins. Feito um só, vêm correndo entre selva, ilhas e praias, servindo aos povos da floresta. A todos marcando a pele e o sangue, emprenhando-os de identidade e orgulho.

Os animais e os pássaros se achegam à mata. À diversidade da fauna se soma a vida vegetal. Lá estão também os índios e os ribeirinhos. Todos em comunhão reforçam vínculos e se entregam a relacionamentos de lógica ímpar: é o rio Amazonas e a floresta amazônica doando seu ar místico secular aos que deles se aproximam para ali permanecer.

Assim, plenos de mistérios, a Amazônia e o rio Amazonas soam trombetas para anunciar que mais uma de suas filhas vem para se distinguir. E ela vem ela toda faceira lá de Macapá, abençoada pela densa mata e pelo rio mar: Patricia Bastos, que se valendo do Projeto Pixinguinha de Editoração, gravou Eu sou caboca, seu quarto CD.

Por esse bom disco, vislumbra-se seu destino de cantora que tem nítida em sua alma a importância do seu cantar amazônico, marcado a ferro em sua personalidade.
Para cada levada seu instrumento, sua linguagem, sua ancestralidade, marabaixo, batuque, lundu, maracatu, carimbó, samba, retumbão, jongo, alujá. Sobre eles a música vem como pororoca rio abaixo. Sobre eles o versejador cria rimas com a força de expressivas orações.

Interligadas pela pele do curimbó, pelas sementes do ganzá e por outros tantos instrumentos que dão à música o sentido pleno de ser quando unida à poesia, as catorze faixas do álbum são de plena unicidade. E o que não falta em Eu sou caboca são competentes instrumentistas, ótimos melodistas e inspirados letristas.
Os arranjadores Adelbert Carneiro, Aluisio Laurindo Jr., Paulo Bastos e Dante Ozzetti (este, arranjador da sua “Demônio de Batom”, que tem letra provocante do poeta Joãozinho Gomes), arregimentaram formações que deram ao repertório a força que carece e merece a voz de Patricia Bastos.

As especiais participações vocais de Nilson Chaves em “Filho de Uaranã” (Rafael, Pedro e Rita Altério), ritmo quente marcado por percussão calorosa, e de Vitor Ramil em “Pequeno Pescador” (Vicente Barreto e Joãozinho Gomes), canção de raro lirismo, realçam a cumplicidade que Patricia ainda quer maior, pois já conhece o valor da integração solidária entre o rio e a floresta.

O repertório é exemplo de como Patricia bem o sabe escolher. Celso Viáfora vem com a sua bela “Crença” e com a percussiva “Eu Sou Caboca” (com Joãozinho Gomes). A conhecida “Natureza”, de Rosinha de Valença e Leci Brandão (“Ê, natureza/ Ê, natureza tão bom...”) aclara a competência da intérprete e chama adjetivos: cafuza buliçosa, mestiça calorosa, índia caudalosa, cantora de respiração encaixada, de suingue contagiante, voz delicada, mas firme, agudos precisos, emoção encorpada... Patricia Bastos.

Por Aquiles Rique Reis, músico e vocalista do MPB4
Coluna publicada nos jornais:
* Diário do Comércio (SP)
* Meio Norte (Teresina)
* Jornal da Cidade (Poços de Caldas)
* A Gazeta (Cuiabá)
* Brazilian Voice (uma publicação voltada para os brasileiros residentes em toda Costa Leste dos EUA).

28 de ago de 2010

Especial das Seis com Ana Martel em rádio baiana

Clique no link abaixo e ouça o programa Especial das Seis, da Rádio Educadora de Salvador - BA, com a cantora amapaense Ana Martel. Um luxo!

http://www.irdeb.ba.gov.br/educadora/catalogo/media/view/1120

27 de ago de 2010

Cia de Artes de São Paulo volta ao Amapá para fazer três apresentações


Entre os dias 27 e 29 deste mês, a primeira equipe da Cia de Artes Jeová Nissi, de São Paulo, apresentará três de seus espetáculos na Igreja Batista Memorial, localizada enfrente ao Shopping Macapá, sempre a partir das 19hs e com entrada gratuita.

Além da peça ‘O Jardim do Inimigo’ que fala sobre violência doméstica, consumo de drogas, prostituição infantil, miséria entre outros assuntos do cotidiano, a equipe apresentará as peças: ‘Surpresa na Tevê’ que aborda, com muito humor, criatividade alguns lances dos bastidores de um programa de televisão.

E, também ‘Retratos’ que fala sobre família, mas com abordagem diferenciada, fazendo analogia com histórias bíblicas.

Com sede na cidade de Ibiúna (SP), a Cia existe há 10 anos. Hoje, a equipe é composta por mais de 50 artistas, entre atores, bailarinos, instrumentistas e cantores divididos em quatro equipes. Além das peças que serão apresentadas no Amapá, o grupo possui vários espetáculos, dentre eles: Jó; O Dez-Obediente; Três Ferramentas; Socorro, o pastor vem Jantar em casa; Tortura; O Jardim do Inimigo Infantil entre outros.

O Jardim já foi assistido ao vivo e por DVD em todos os Estados do Brasil e também na Argentina, Paraguai, Chile, EUA, Canadá, Angola, Japão, Espanha, Portugal, Inglaterra, França e Itália.

Por Haraceli Tâmara

24 de ago de 2010

Beatriz

Foto: Chico Terra
Dá aqui teu aconchego
Linda e meiga Beatriz
Que meu tempo, meu enredo
Carece assim de ser feliz
Traz pra mim tua energia
Que meu coração cansado
Reencontra a calmaria
Num raio de luz Beatriz

23 de ago de 2010

Os cometas no Trem Desportivo Clube


“OS COMETAS” fazem apresentação de gala em show musical dançante no Trem Desportivo Clube, no dia 04/09.
Sônia Canto Produções

22 de ago de 2010

Exposição "Diversidades" no Marco Zero do Equador


Rosa Moutinho, artista plástica amapaense, oferece coquetel de abertura da exposição “DIVERSIDADES”, no dia 03/09, no Monumento Marco Zero. A exposição estende-se até o dia 09/09.
Sônia Canto Produções