2 de mai de 2009

Fim de abril

hoje não...

estou a cantar para dentro
canção de amor sem refrão
aquela escrita à penúria
luz de lamparina oscilante
letra amiúde vacilante


hoje não...

é bem aqui a solidão
e tece lamúrias no silêncio
solfeja no ar notas tristes
retém a dor na cancela
reparte em fatias o coração

hoje não...

(Tela: Handkerchief, de Henri Matisse)

Nenhum comentário: