20 de mai de 2009

Festival Quebramar na revista Bravo de maio

Por Heluana Quintas

A Música Independente do Amapá é notícia em veículos nacionais. Não é novidade fora do estado a emergente produção musical e organização das bandas independentes do Amapá. Reflexo desse crescimento é a posição do Coletivo Palafita na cena nacional independente, que responde como coletivo representante da região Norte, o chamado Ponto Fora-do-eixo desta região.
Reunidas numa organização informal, o Coletivo Palafita, as bandas locais tem trabalhado em projetos consistentes de interesse comum: articular uma cena nortista para difusão da música independente.

Estes projetos já comunicam expectativas excitantes. Não obstante às indicações a prêmios (a banda SPS12 foi indicada a “Banda Revelação”, e o Coletivo Palafita indicado a Categoria “Organizações” no Portal Dynamite), convites para a participação em eventos e matérias em veículos especializados (a banda Mini Box Lunar é matéria da Rolling Stone edição do mês de abril, assinada por Alex Antunes e participa com uma música na trilha do filme Augustas, do mesmo diretor de Cidade dos Homens; a Revista SenhorF escreveu várias vezes sobre a banda Stereovitrola, condecorando-a como sexto melhor EP em 2006; e a banda Marttyrium que participa de várias coletâneas pelo país como “Thekingdon of Metal Land, Extreme Union, e Gólgota Records, sendo matéria em revista especializada como: Extreme Brutal Death).

Agora a música amapaense pode também vislumbrar-se como um dos pontos sede da nova música brasileira com o Festival Quebramar. É o que diz a Bravo – edição do mês de maio/09. A matéria é assinada por José Flávio Jr. que contempla o Quebramar como o quinto Festival de Música mais promissor do país. A primeira edição do Festival ocorreu nos dias 05 e 06 de dezembro de 2008, com o incentivo da Secretaria de Cultura do Estado, Prefeitura de Macapá e muita mão-de-obra voluntária.

Isto porque o Coletivo Palafita e demais organizações do cenário independente brasileiro (Espaço Cubo - MT, Goma - MG, Lumo Coletivo – PE, Coletivo Catraia – AC, Massa Coletiva –SP e mais 32 coletivos integrados) reúne bandas, jornalistas, fotógrafos e produtores com um interesse comum: incentivar e divulgar a música autoral, e tornar sustentável a prática artística na região. Mas para saber mais sobre o que nos difere dos demais festivais só mesmo comprando a revista Bravo.


Coletivo Palafita
ACIAP (Ass.de Cultura Independente do Amapá)
www.coletivopalafita.blogspot.com
www.festivalquebramar.com.br

Nenhum comentário: