9 de dez de 2008

Cadernos

adoro cadernos
tão limpos e eternos
gavetas de papel
a guardar pensamentos

palavras vizinhas
arrumadas no tempo
desenhos no espaço
arrimo de sentimentos

pedaços do meu céu
sobre nuvens de chumbo
ponte invisível
entre a alma e a canção


Márcia Corrêa
(Tela: Blue girl reading, de Auguste Macke)

Nenhum comentário: