18 de jul de 2009

Sacolas plásticas: porque optar pelas duráveis como faziam nossos avós

O mundo produz sacolas plásticas desde a década de 1950. Como não se degradam facilmente na natureza, grande parte delas ainda vai continuar por mais de 300 anos em algum lugar do planeta.

Calcula-se que até um trilhão de sacolas plásticas são produzidas anualmente em todo o mundo. O Brasil produz mais de 12 bilhões todos os anos e 80% delas são utilizadas uma única vez.

Sacolas plásticas são leves e voam ao vento. Por isso, elas entopem esgotos e bueiros causando enchentes. São encontradas até no estômago de tartarugas marinhas, baleias, focas e golfinhos mortos por sufocamento.

Várias redes de supermercados do Brasil e do mundo já estão sugerindo o uso de caixas de papelão e colocando à venda sacolas de pano ou de plástico duráveis para transportar as mercadorias.

Sacolas plásticas descartáveis são gratuitas para o consumidor, mas têm um custo incalculável para o meio ambiente.

Fonte: Instituto Akatu pelo Consumidor Consciente

Um comentário:

Nilza Negrão disse...

Eu já uso sacolas duráveis: de pano, de retalhos de jeans, de sacos de açúcar ou de trigo forrados com vinil, de papel pardo, de ráfia, etc... Eu mesma as confecciono. São práticas,seguras e fáceis de lavar e de conservar. Faço um trabalho de conscientização da minha família e de meus amigos. Assim fico com a minha consciência tranquila em relação à conservação e sustentabilidade do Planeta.