14 de jul de 2009

Eco-cidadania em vídeos

Recife e o arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco, receberão pela primeira vez, em agosto, um festival de cinema e vídeo ambiental, o I Eco Cine Noronha, que recebe inscrições de animações, curtas e médias metragens e documentários até 25 de julho.

O paraíso avistado há mais de 500 anos por Américo Vespúcio, expedicionário italiano, ganha pela primeira vez um festival internacional de cinema e vídeo ambiental, que visa integrar produtores e diretores nacionais e internacionais e, através de seus filmes, estimular a consciência eco-cidadã entre os participantes da mostra, que será composta por duas fases:
- a primeira tem caráter competitivo e acontecerá em Recife, entre 11 e 12 de agosto
- a segunda, em Fernando de Noronha, entre os dias 20 e 22 de agosto, exibirá os vídeos premiados sobre preservação do ambiente.

No arquipélago, também serão realizadas oficinas de capacitação na área audiovisual voltadas para os moradores da região e para a escola estadual Arquipélago Fernando de Noronha. Palestras, apresentações culturais e exposições de artes plásticas também fazem parte da programação.

Os vídeos apresentados em Recife serão julgados por uma comissão de especialistas e, também, por um júri popular. As categorias são:
- filme de animação
- média metragem
- curta metragem
- documentário e
- filme escolhido pelo júri popular.

Para participar da mostra os trabalhos nacionais e estrangeiros não podem ter sido realizados antes de 2006 e os vídeos de todas as categorias devem ser em formato digital ou película. Confira o regulamenton no site do festival. As inscrições vão até o dia 25 de julho e podem ser feitas pelo e-mail festival@ecocinenoronha.com.br e postadas juntamente com o material gravado em DVD, acompanhado de filmografia do realizador e de duas fotos de cenas da obra.
Eco Cine Noronha
Recife: 10 e 11 de agosto (mostra competitiva)
Fernando de Noronha: de 20 a 22 de agosto (mostra dos trabalhos premiados)
Informações: (81) 3243 3584

Paulo Proença
Planeta Sustentável - 02/07/2009

Nenhum comentário: