28 de jun de 2009

Pixinguinha - O criador da base da música brasileira

Alfredo da Rocha Vianna Junior, o Pixinguinha, nasceu no dia 23 de abril de 1897, no bairro Cidade Nova, Rio de Janeiro. Foi o músico brasileiro mais importante da primeira metade do século XX. Pixinguinha é o pai da música brasileira. Flautista reconhecido, compositor genial, maestro e arranjador.

Foi o criador da base da música brasileira, juntando o que de melhor temos: Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, entre tantos compositores de chorinho, com o ritmo africano, estilos europeus e a música negra americana, surgindo então um estilo genuinamente brasileiro. Seus arranjos, das marchinhas aos choros, marcaram a época de ouro da música popular brasileira. Pixinguinha tocava cavaquinho com 12 anos.

No ano seguinte, aos 13 anos tocava bombardino e flauta. Sua primeira composição, o choro "Lata de Leite", 1911, foi inspirado no costume que os boêmios tinham de beberem o leite deixado nas portas das casas quando retornavam das noitadas na alta madrugada. Aos 17 anos gravou suas primeiras composições, "Rosa" e "Sofres Porque Queres". Mais tarde passou a tocar saxofone.

Em 1922, patrocinado por um milionário, fez uma turnê pela Europa e o convívio com a realidade e a música lá fora transformaram sua carreira e enxertaram sua criatividade. Pixinguinha ficou conhecido como co-autor de grandes composições como "O Teu Cabelo Não Nega", de Lamartine Babo e "Taí", de Joubert de Carvalho, por compor as introduções das músicas.

Pixinguinha escreveu quase duas mil músicas. A mais conhecida , "Carinhoso", em parceria com João de Barro, foi em 1917. Pixinguinha morreu em 17 de fevereiro de 1973, de enfarte, dentro de uma igreja, durante um batizado em que seria padrinho.

Som & Tom – História da Música

Um comentário:

Fabio Daflon disse...

Legal
Sou fã do Pixinguinha e apreciei sua observação sobre a vasta carreira do músico.
Parabéns
Fabio Daflon