6 de ago de 2009

Névoa encorpada

Há uma linda lua lá fora
E a névoa encorpada aqui dentro
Um ser que herda tristezas
Fecha portas e janelas para o vento
Quer o fundo da caverna fria
Escuridão de céu sem firmamento
Quer o não querer de nada
Sangrar até o fim do pensamento

Nenhum comentário: