3 de ago de 2009

MPB completa 20 anos sem Luiz Gonzaga

...
Domingo (02), completou-se 20 anos que sua sanfona de 120 baixos parou de funcionar. Luiz Gonzaga morreu às 5h20 de 2 de agosto de 1989, no Recife, vítima das complicações de um câncer na próstata. O cantor tinha 76 anos e mesmo doente ainda gravou três discos naquele ano e fez seu último show pouco tempo antes da morte.Por causa do artista, a sanfona, um instrumento de origem européia, virou símbolo da cultura nordestina. Gonzagão ainda foi referência para inúmeros artistas que desembarcaram no Sul. Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Zé Ramalho, Fagner... para não falar em Dominguinhos e Elba Ramalho. Todos louvam o Rei do Baião.

Luiz Gonzaga nasceu no Exu, cidade do sertão pernambucano, quase na divisa com o Ceará. Filho de sanfoneiro, desde pequeno se destacou com o instrumento, animando bailes e festejos juninos na região. Após passar nove anos no Exército como cabo corneteiro, começou carreira artística tocando na zona boêmia do Rio de Janeiro.

Por Thiago Ventura, do Portal Uai

Saiba mais em www.new.divirta-se.uai.com.br

5 comentários:

Fernando Canto disse...

Querida Márcia, Muito legal esse texto sobre o Rei do Baião. Mas há uma coisa que pouca gente sabe: ele foi maçom, compôs e gravou um belíssimo tango chamado "A Acácia".bjs.

Márcia Corrêa disse...

Obrigada amigo. Bjs!

Thiago Ventura disse...

Acho mais interessante ainda os choros que ele fez no começo da carreira. Bem diferente!

Márcia Corrêa disse...

Oi Thiago. Confesso que não conheço os choros. Gostaria de ouvir.

Thiago Ventura disse...

Existem algumas gravações "rolando pela internet" se achar, te passo!
agora... no site www.luizluagonzaga.com.br tem alguns registros tb!