24 de nov de 2008

I love Freddie Mercury

Aos 16 anos eu era feito uma janela aberta para um dia de sol. Recebia toda luz do mundo com imenso prazer. Amava pela primeira vez e através desse primeiro amor - Carlinhos - ouvi, também pela primeira vez, a voz de Freddie Mercury. Não lembro de mais nada daquele momento, só das minhas sensações. Uma voz que libertava forças de dentro de mim, que eu desconhecia. Como se, de repente, o mundo gritasse ao meu ouvido que a emoção era um território sem fronteiras.

"Love of my life", composta por ele, saía da caixa de som daquele toca-discos e me invadia pelas narinas, pelos olhos, crispando meus sentidos e quase fazendo verterem lágrimas feito chuva de todo meu corpo. Na adolescência tudo é muito e o pouco não existe. A capa do vinil não saía das minhas mãos e eu fixava nele, Freddie Mercury.

Love of my life, you've hurt me
You've broken my heart, now you leave me.
Love of my life can't you see,

Bring it back bring it back,
Don't take it away from me,
Because you don't know
What it means to me...


Dois anos depois, em janeiro de 1985, no palco do Rock in Rio, Freddie cantou “Love of my Life” e se calou para ouvir milhares de brasileiros cantando em inglês. “Beautiful”, disse ele. No mesmo ano, em novembro, morreu Carlinhos, aquele que me apresentara ao Queen, banda da qual Freddie era alma e vocalista. Inesquecíveis!

Freddie Mercury morreu no dia 24 de novembro de 1991, um dia depois de ter anunciado que estava com aids. Até hoje sua casa recebe centenas de buquês de flores. O Queen não resistiu à perda e se desfez logo em seguida. Dezessete anos depois ouço "Somebody to Love", também composta por ele, com a Orquestra Sinfônica de Londres e o Coral Popular de Londres que gravaram o CD Play the Best of Queen. Beautiful! Digo eu.
Can anybody find me somebody to love?
Each morning I get up I die a little
Can barely stand on my feet
(Take a look at yourself)
Take a look in the mirror and cry
Lord what you're doing to me
I have to spend all my years in believing you
But I just can't get no relief Lord
Somebody (somebody) ooh somebody (somebody)
Can anybody find me somebody to love?
...

2 comentários:

Kiara Guedes disse...

Ai Marcia! Isso sim é presente de aniversario, amo Queen, e meu filhocachorrinho se chama Fred, advinha pq?... Engraçado, eu achava uma "preguice" essa coisa de chorar por idolos que morrem, mas foi unvoluntario, qdo no dia do meu aniversario, mais ou menos lá pelo meio dia, soube que ele havia morrido, depois dele, chorei por George harrison, meu beotle preferido (de longe)...
Algo em comum, tenho uma historia otima sobre ele e o dia 24, outro dia matamos essa galinha vc vai amar! Bj

Lilian Dalledone disse...

Parabéns pelo novo espaço, ficou show!
Amei suas poesias.
Beijos