26 de jul de 2010

Alegria, alegria


Encontro de dois grandes amigos, jornalistas Antônio Corrêa Neto e Elson Martins. De uma ponta a outra da Amazônia o jornalismo resistente e digno se faz presente. Empate nos cabelos brancos, nas florestas que ainda estão de pé, nas aventuras em busca da verdade, na coragem de seguir no rumo da ventania. Quem viver verá os rastros de histórias bem contadas deixados por eles.
Corrêa Neto resiste na trincheira virtual do site que leva seu nome e sua marca, no Amapá. Elson Martins resiste na trincheira verde da Biblioteca da Floresta, cercado pela curiosidade inteligente dos mais jovens, no Acre. Quem aprendeu com eles não dá mão à palmatória.

Um comentário:

Maggiana disse...

Eu aprendi e muito ! O prazer da leitura foi com seu pai quando eu ainda era jovem e trabalhava com ele no jornal. Me lembro com muito carinho que li "A Insustentavel leveza do ser" aconselhada por ele, e depois se seguiram muitos outros livros. Hoje quando leio um livro, pode ter certeza que penso no "velho Corrêa Neto". Saudades!