5 de abr de 2009

Essa veio de encomenda


Abria a porta do guarda-roupa, afastava os vestidos e fingia ar de espanto. Ah! Meu Deus, mas o que é isso? Um presente! Que coisa mais linda que mandaram do céu pra mim! No fundo do armário ela arregalava os olhinhos e sorria com uma alegria tão inocente que enchia o quarto de luminosidade. E isso se repetia diariamente. Mãe, vamos brincar de presente do céu? E lá ia se esconder por trás das roupas. Até que um dia eu propus a brincadeira e ela respondeu: Ah, mãe! Eu tô grande pra caber aí dentro.

Tinha amigos invisíveis com os nomes mais estranhos, Alancta, Jamincto, Valanda e um ar de menina secular que deixava todos em volta assim meio reverentes. Tranqüila, conciliadora, silenciosa, pedia licença para tudo, até quando não devia. Um serzinho da paz... Janaina é seu nome, filha minha mais nova. Mas, êpa! O tempo passou, passou e não é que aos 12 anos ela resolveu virar a mesa? Mas não é um virar a mesa assim de qualquer jeito desajeitado, é um virar com estilo.

De tanta tranqüilidade escolheu um esporte para praticar, Muay Thai. Isso mesmo, uma luta que mistura luvas de boxe, chutões e socos. Quase morri. Mãe, preciso de luvas e calção. O quê! Calma, mãe, não é pancada pra valer. Mas, esse troço nem exige esforço da inteligência. Claro que sim, mãe, senão a gente apanha. É... Faz sentido. E lá vai ela toda paramentada para as “aulas” disso que pra mim não é coisa muito confiável.

Bem, essa criaturinha outrora só da paz, anda agora com umas idéias um tanto perigosas. Outro dia briguei com ela pela milésima vez por espalhar roupas, tênis e cadernos pelo meu quarto. Olhou pra mim de um jeito assombroso e disparou com voz baixa, pausada e incisiva: Mãe, às vezes tenho vontade de te espremer até te transformar num suco. Arg! Não agüentei, caí na risada. Que suco ruim ia sair disso eim?

Vai dos surtos vingativos aos apelos do sincretismo. Era sábado e ela havia acordado bem cedo. Depois do meio dia, na saída de um restaurante do centro da cidade, sonolenta, deitou a cabeça no encosto do banco e apelou: Mãe, quando a gente chegar em casa promete que vai me deixar dormir sem me encher o saco? Prometo, claro! Ah! Bom. Graças ao querido Jesus e àquela senhora chamada Iemanjá. Ham! Iemanjá? E o que ela tem a ver com isso? Sei lá, mãe, ela é minha xará... Quem sabe dá uma ajudinha.

E assim vai conseguindo o que quer. Até mesmo que eu esteja aqui hoje, à meia noite de uma véspera de dia de trabalho, escrevendo sobre ela. Tem umas semanas que entrou no meu quarto, se jogou na cama e saiu com essa: Mãe, escreve lá no teu blog sobre mim. Hum... Exatamente sobre o quê? Pegou o controle da TV apontou e antes de ligar, com aquele olhar displicente disparou: Sei lá, mãe... Escreve que sou linda, inteligente, maravilhosa... Essas coisas. Ligou a TV e desligou de mim. E modesta, ri baixinho.

7 comentários:

Juliana Corrêa disse...

Mãe, não contraria ela... já sabes né, contrariar doido pode ser perigoso. Quando ela disser: "Hoje eu acordei maravilhosa". Ai tu ri e concorda né, pra não correr o risco de virares um SUCO! aiuehaeiuhae
Esquecestes de contar que na ultima encarnação ela foi a "Priscila, a Rainha do Deserto" rsrs

Heverson Castro disse...

RSSRRSRS gostei do que li. Me vejo as vezes nela, quando discuto com minha mãe e ela chama minha atenção, dizendo: "menino para com esse negócio de PT, socialismo e política, isso não é pra ti".

As vezes me dá vontade de espremer ela também,sersrsrsrsrs

Mas até que para uma menina de 12 anos é meio interesssante ela querer fazer Muay Thai. Exige muita dedicação, pois toda cultura milenar exige concentração e dedicaçãpo, mesmo que isso exija recursos físicos.

Abraços e parabéns pela filha e pelo blog que tá a cada dia melhor

Vássia Silveira disse...

(risos) Aqui em casa o negócio anda assim também: a Clara vai fazer 12, como a Janaina, e vez ou outra me sai com cada uma... Parabéns, Márcia, por suas filhas lindas, inteligentes e espirituosas.

Alcilene Cavalcante disse...

Que delicia os causos dessa linda e esperta. Biel também está Muay Thai. Saudades de ri contigo. Beijos

Janaina disse...

Mãe a senhora sabe que não é sempre que eu tenho vontade de lhe espremer...hahaaaaha
Muay-thai é Mara mãe, emagrece e ajuda a se defender !

Mariléia Maciel disse...

Quem sabe agora consigo postar meu comentário e dizer que suas meninas são retratos teu, lindas, cheias de luz, amorosas, inteligentes e pra lá de aprontonas!!confessa...vc também era danadinha, não???
bjs em vcs!

Maggiana disse...

Linda ! E a sua fotocopia!