29 de jun de 2010

Um dia triste

o dia quando vem triste
senta num banco de praça
que quase já nem existe
olha perdido a parede alta
dos prédios empobrecidos
contorno da cidade pálida
onde não habita mais ninguém

Nenhum comentário: