4 de fev de 2010

Macapá: o dia em que a cidade nasceu

Foto: Chico Terra

Aniversário de Macapá é feriado municipal e ponto facultativo estadual. Portanto, não tem nenhuma desculpa para não festejar. Essa história começa em 1758, quando Macapá foi elevada à categoria de vila, com o nome de Vila de São José de Macapá. A cerimônia foi presidida pelo governador da Pará Francisco Xavier de Mendonça Furtado. Ele mesmo, cujo nome veio a ser dado a uma das mais bonitas avenidas da futura cidade, Av. Mendonça Furtado, que começa no Largo dos Inocentes onde está sediada a Confraria Tucuju.

Naqueles idos do século XVIII, Macapá era considerada um dos maiores centros urbanos do Norte, contando com cerca de 500 habitantes. Isso mesmo, dava para contar um por um e quando havia festa todo mundo comparecia pra ver. Nesse caso o governador marcou a data com o levantamento do Pelourinho, símbolo das franquias municipais e passou a palavra para o Ouvidor Geral do Estado, desembargador Paschoal Abranches Madeira Fernandes que fez a declaração solene da elevação à categoria de vila.

Segundo o pesquisador Edgar de Paula Rodrigues, alguns historiadores indicam esses fatos como ocorridos no ano de 1757, mas a maioria se refere a 1758. Sendo assim, a data ficou fixada como informa a maioria, o que determina também a idade cronológica da cidade. São 252 anos desde aquele dia diante dos 500 habitantes. De lá até os dias de hoje a cidade cresceu e se desenvolveu sob as bênçãos do padroeiro São José e com o esforço de cada pioneiro, seus descendentes e daqueles que a adotaram para viver. Os dados apresentados pelo pesquisador constam da obra “Amapá – Perfil Histórico”, de Artur César Ferreira Reis.

Comunicação Confraria TucujuEm 03 de fevereiro de 2010

Nenhum comentário: